4 PASSOS PARA SE LIVRAR DAS DÍVIDAS em 2019

Uma das maiores reclamações da galera que me acompanha é que não tem dinheiro e que não consegue se livrar das dívidas.

Essa é uma das principais barreiras colocadas para não começar a trabalhar no marketing digital e investir no próprio negócio.

Se você é do tipo de pessoa que vive no vermelho, recebe o salário não consegue nem sentir o cheiro de dinheiro.

Então esse artigo pode transformar sua vida de uma vez por todas!

De endividada para dona do meu dinheiro.

Há muitos anos que eu não sei o que é ter problema de grana e não é que eu sou rica.

O segredo é que eu sei administrar o meu dinheiro muito bem. Eu já passei por duas crises, dois empregos bem longos e eu não passei perrengue financeiro.

Seja dono do seu dinheiro, não deixe que ele tome conta de você.
Seja dono do seu dinheiro, não deixe que ele tome conta de você.

Quem vê esse cenário pensa que eu nasci em berço de ouro, mas não faz a mínima ideia que eu já fui uma pessoa mergulhada em dívidas.

Que tive que renegociar pagamento de boleto para tirar o nome do SPC, que não tinha dinheiro nem para pagar a condução.

Eu era daquelas pessoas que recebiam salário e no dia seguinte já estava no vermelho.

Eu sei que tem muita gente que é assim, eu fui assim, até que eu conheci o meu digníssimo marido e como todo casamento tem que ser apoio e incentivo para que o outro prospere.

Ele me ensinou a cultivar vários hábitos maravilhosos que mudaram a minha vida financeira para sempre.

Só que para cultivar hábitos, você primeiro tem que sair do buraco.

4 passos para se livrar das dívidas – Controle financeiro

Vou te contar os passos que eu dei e que me fizeram deixar de ser endividada e conseguir poupar dinheiro.

1 – Colocar todas as contas na ponta do lápis

Tem gente que prefere continuar no vermelho do que encarar a realidade.

Ter suas contas registradas em uma lista ajudam a monitora-las.
Ter suas contas registradas em uma lista ajudam a monitora-las.

Só que você precisa reunir todas as suas contas, seus gastos fixos, prestação, cafezinho, tudo que consome sua renda para que você tenha consciência plena de seus gastos.

Só assim você vai ter uma visão geral de qual é o ralo do seu dinheiro.

Você vai saber exatamente onde dá para cortar, o que é que dá para reduzir, o que não dá para abrir mão.

2 – Cortar despesas

Pode parecer louco e impossível, mas sempre há algo que pode ser cortado das suas despesas.

A ideia é fazer cortes e reduções, parar de gastar, parar fazer prestações, não parcelar nada até você ter controle total da sua vida financeira.

É preciso fazer cortes, até mesmo daquilo que você imaginou que nunca viveria sem.
É preciso fazer cortes, até mesmo daquilo que você imaginou que nunca viveria sem.

Esse é o momento também de deixar de gastar com o supérfluo, roupas, sapatos, lanche, cinema, restaurante, viagens.

Quando você começa a fazer isso percebe que pode reduzir a conta de telefone, internet, luz, água, TV a cabo, cartão de crédito.

Sua vida precisa ser adequada a sua realidade financeira, não dá para viver com o que não tem.

E imagine que tudo isso é temporário, até você sair do vermelho e conseguir melhorar sua vida financeira.

3 – Negociar contas e dívidas

Para se livrar das dívidas vale até negociar as contas fixas e principalmente as dívidas que se acumulam.

Pode renegociar contas fixas como escola das crianças, anuidade do cartão, empréstimos que não são pagos e acumulam juros.

Não tenha medo das suas dívidas. Você precisa tê-las bem claras para que possam ser quitadas.
Não tenha medo das suas dívidas. Você precisa tê-las bem claras para que possam ser quitadas.

Eu fiz isso na crise de 2007, fiquei desempregada durante sete meses.

Eu fazia MBE e curso de inglês, peguei a indenização, mas pensa que eu gastei meu dinheiro?

Eu renegociei tudo para conseguir pagar com dinheiro do seguro desemprego.

Então o inglês, por exemplo, eu consegui uma bolsa de 100%, isso porque eu era boa aluna, mas mesmo que eu conseguisse qualquer coisa de desconto já estava valendo.

Qualquer economia é bem-vinda!

O MBE também renegociei. Na época pagava R$ 600, falei que eu só podia pagar R$ 250, eles toparam e meses depois quando eu consegui me recolocar, sentamos novamente e renegociei a conta que estava devendo.

Paguei sem juros e concluí os meus estudos.

Eu garanto que depois que você fizer esse esforço vai dar uma aliviada muito grande no cenário financeiro.

4 – Mentalidade

Mesmo sendo a última dica, essa é a primeira coisa que você tem que trabalhar quando quer se livrar das dívidas.

Você precisa mudar sua mentalidade, porque tem muita gente que se prende a coisas que no fundo não tem tanta importância.

Tudo começa com uma mudança de mentalidade.
Tudo começa com uma mudança de mentalidade.

Não querem abrir mão de status que não agregam nada à ela.

O nosso cérebro é programado sim para comprar por instinto, por impulso, mas a partir do momento que você sabe disso quem manda é você.

É a sua vontade de sair do vermelho que tem que ser maior do que supérfluos e parecer o que não é.

E tudo isso é pelo seu bem pela sua saúde e pelo bem da sua família, de todo mundo que ama você e quer ver você bem.

Faça isso por você e por todos que querem o seu melhor.

E para te ajudar nessa busca por se livrar das dívidas eu quero te presentear com a mesma planilha que eu usei e que me ajudou a sair do vermelho, tendo um panorama das minhas contas.

É só você clicar aqui, se cadastrar, que eu vou mandar essa planilha lá para o seu e-mail.

Convido você a assistir meu vídeo “COMO SE LIVRAR DAS DÍVIDAS em 4 PASSOS”

Assista no YouTube clicando aqui:  https://youtu.be/WPV4PYOKm2o

Conheça meu canal do YouTube: https://fiqueisemcracha.com.br/ytb

Até o próximo post.

Abrs

Eu