MasterClass – A trilha do conteúdo que vende.

Vim aqui hoje para contar um pouquinho como surgiu a ideia da MasterClass.

Nesse artigo eu explico o que é MasterClass e por que se tornou um evento tão maior do que dever ser. 

A MasterClass – A trilha do conteúdo que vende é onde eu vou mostrar para você qual é o caminho que o conteúdo tem que percorrer para converter em vendas. 

MasterClass - A trilha do conteúdo que vende.
MasterClass – A trilha do conteúdo que vende.

Vou te apresentar a minha estratégia de como transformo o meu conteúdo em um conteúdo que vende.

Eu trabalho como afiliada digital desde 2016 e nos primeiros quatro anos do meu negócio eu trabalhei exclusivamente com tráfego orgânico, ou seja, eu não investia em anúncios pagos.

Isso mudou depois que o Rafael, meu marido, começou a trabalhar comigo e assumiu as estratégias de tráfego pago do Fiquei Sem Crachá.

Usar tráfego pago no seu negócio é como colocar fogo na fogueira, é você colocar combustível para poder conseguir fazer o seu negócio crescer ainda mais.

Quem me acompanha mais de pertinho sabe que eu já faturei mais de 2 milhões de reais na internet, não em vendas, em faturamento, somente com tráfego orgânico. 

Na nossa MasterClass eu vou explicar a diferença de vendas para faturamento.

De onde surgiu a ideia da MasterClass.

A maioria das pessoas que me acompanha aqui sabe que um dos meus grandes diferenciais do meu negócio são os meus bônus. 

Eu invisto pesado nessa estratégia. 

Eu gosto de entregar valor, de entregar além do que a pessoa que compra através da minha indicação espera de mim. 

Como surgiu a ideia da MasterClass?
Como surgiu a ideia da MasterClass?

Então eu sempre ofereço bônus, eu sempre entrego mais bônus do que eu prometo. 

Se eu te prometi sete bônus, você pode ter certeza que você recebeu oito ou nove. 

Então, na Black Friday de novembro de 2020 eu pensei: “O que mais eu posso oferecer para minha galera?”

O que poderia entregar de diferente para quem comprasse comigo e ajudar a agregar mais valor e obter mais resultados, converter em mais vendas. 

Todos que trabalham na internet, não querem trabalhar de graça, querem converter em vendas.

Eu sempre tive como pilar principal do meu negócio o conteúdo. 

Foi através do conteúdo que o meu negócio deslanchou, tanto que eu sempre investi muito pesado em conteúdo, principalmente em vídeos. 

No vídeo temos uma maior conexão, uma troca. Quem está assistindo consegue sentir a empolgação no meu tom de voz, a minha segurança ao falar. 

Quando o conteúdo está em texto ou imagens não é possível passar todas essas sensações.

Essas formas de comunicação também tem o seu valor, mas como sempre gostei de estabelecer conexões, eu investi muito pesado em conteúdos em vídeos. 

Eu tenho me dedicado muito para gerar conteúdo de valor para o meu público-alvo e conhece-lo a fundo, entender suas dores, necessidades, desejos. 

Assim pude, com ajuda de algumas ferramentas, compreender a minha persona e saber como chegar até ela. 

Outra coisa que eu percebi é que eu me dediquei  a gravar vídeos para gerar conteúdo longevo, conteúdo que se vendesse sozinho na internet. 

Sei que existem estratégias de vendas individuais, onde você leva a pessoa para WhatsApp ou para Direct e através de um diálogo um a um, tenta efetuar uma venda. 

Eu nunca considerei que isso fosse o tipo de venda escalável, é o tipo de venda que depende da minha presença para a venda acontecer.

Eu sempre investi em formas de vender que não dependesse de mim, porque eu sempre prezei as vendas no piloto automático.

Durante muito tempo investi em construir conteúdo longevo e foi através desse conteúdo que eu conseguia alcançar esses alguns milhões de reais.

Vantagens e desvantagens dessa minha escolha.

O ponto ruim disso é que ao me dedicar tanto na construção desse conteúdo longevo, que se vende sozinho, eu passei a me sentir só, a não ter com quem conversar.

O mundo offline nos faz viver em uma bolha. 

Minha realidade trabalhando online.
Minha realidade trabalhando online.

E o ponto positivo é que, por exemplo, no finalzinho da minha gestação e depois que o Mateus nasceu, eu fiquei quase 11 meses só por conta dele.

Eu trabalhei em algumas campanhas pontuais, mas  eu pude me dar ao luxo de me dedicar quase que exclusivamente ao meu filho durante esse período.

Só que eu nunca esqueci o que realmente me fez ser apaixonada pelo marketing digital, que foi me conectar com as pessoas. 

E como eu disse, eu estava sentindo muita falta dessa conexão. 

A primeira coisa que fiz foi pedir para o pessoal me mandar mensagens e vídeos contando se eu estava fazendo alguma diferença na vida deles.

O retorno foi maravilhoso, porque eu pude realmente me conectar com a transformação que o meu trabalho faz. 

E isso me deixou com vontade de fazer trocas ainda maiores. 

A MasterClass surgiu para unir o útil ao agradável. 

Eu precisava entregar um conteúdo especial para quem comprasse pela minha indicação e queria estar mais próxima de quem me acompanha, de quem confia no meu trabalho e consome o que indico.

Conteúdo da MasterClass. 

Eu dividi a MasterClass nos assuntos mais importantes para te levar por uma trilha que mostre exatamente como fazer vendas na internet. 

Por isso, a MasterClasse se chama “A Trilha do Conteúdo que Vende”.

Essa trilha foi dividida em cinco pontos. Sendo eles:

1 – Nicho 

Não tem como falar de produção de conteúdo se você não tiver clareza do seu nicho e sobre persona.

Vou entregar na MasterClass algumas ferramentas para que você possa fazer isso com mais facilidade.

Uma delas é o mapa da empatia para conseguir mapear as dores, as necessidades, desejos, anseios.

Vou mostrar na prática como você pode aplicar isso para qualquer produto que vocês queiram vender, seja próprio, físico, serviço ou produto digital como infoprodutor ou como afiliado. 

2 – Pesquisa de conteúdo 

Eu vou mostrar a diferença de fazer uma pesquisa de conteúdo como infoprodutor e como afiliado. 

Afinal de contas, eu tenho experiência nessas duas funções. 

Eu vou ensinar como fazer pesquisa de conteúdo e mostrar os formatos e os objetivos de cada conteúdo. 

3 – Diversificação do conteúdo 

Um exemplo de diversificação do conteúdo é você usar algo criado para uma canal e adaptar  esse mesmo conteúdo para outras plataformas. 

Eu criei essa MasterClass, depois eu posso usar a gravação e transformar em um bônus ou em um artigo para o blog. 

Como fazer isso? Eu vou ensinar na MasterClass. 

4 – Criação de conteúdo

Vou mostrar na MasterClass quais as estratégias e ferramentas que utilizo para criar conteúdo. 

Às vezes falta inspiração ou criatividade para criar um post ou um vídeo para o Youtube. 

Quando conhecemos as técnicas de criação de conteúdo, esse tipo de bloqueio criativo não acontece. 

5 – Funil de conteúdo 

Funil de vendas é uma metodologia aplicada ao marketing. 

Existe conteúdo direcionado para o topo, o meio e o fundo de um funil de vendas e eu vou explicar para você exatamente como funciona isso. 

Vou explicar como você identifica o que é um topo, um meio e um fundo de funil e como utilizar essa metodologia nas redes sociais, que é o maior desafio.

 No final na MasterClass você terá acesso a um canal exclusivo, onde compartilharei materiais de apoio das aulas complementares e surpresas especiais que eu estou preparando só para quem tiver lá dentro. 

E pode esperar por muito mais, pois como eu falei, gosto de entregar além do que prometo. 

A MasterClass tem hora para começar, mas não tem hora para acabar.

 Prepare-se para uma imersão. 

Conheça meu canal do YouTube: http://fiqueisemcracha.com.br/ytb 

Até o próximo post. 

Abrs. 

Eu